Informações sobre as disciplinas de Psicologia

Compartilhe:

Terão início essa semana as aulas das disciplinas da área de Psicologia, ofertadas pelo curso de Pedagogia e ministradas pelo professor José Maia, conforme indicado abaixo:
DISCIPLINA
CURSO
DIA
TURNO
Psicologia da Adolescência
Letras
Segunda-feira
Manhã
Sexta-feira
Psicologia Evolutiva
História
Quarta-feira
Noite

Para maiores informações os interessados devem procurar as respectivas coordenações de curso.

Reações: 

Comunicado aos estudantes do curso de Química

Compartilhe:

O coordenador do Curso de Química da FAFIDAM, Prof. Rondinelle Ribeiro Castro, comunica aos alunos matriculados nas disciplinas Química Inorgânica I (fluxo 2008.2) e Química Inorgânica II (fluxo 2002.1), ministradas pelo Prof. David Fernandes Luna, e Metodologia e Prática em Ciências da Natureza (Metodologia em Ensino de Ciência) e Estágio Supervisionado I no Ensino Médio (Prática de Ensino em Química I), ministradas pelo Profa. Naíde Evangelista, terão início nesta quarta-feira, 18 de março, a partir das 18h30min.

O professor Rondinelle Ribeiro também informa, através do Comunicado nº 02/2015, que "Em virtude da tardia contratação dos professores substitutos aprovados na XXI Seleção, como também da necessidade de encerrar as atividades didáticas na data estabelecida pela PROGRAD (07/05/2015), a fim de que não seja comprometido o processo de matrícula 2015.1", as  disciplinas Projeto de Monografia (LN957, Fluxo 2008.2) e Estágio Supervisionado II no Ensino Médio (LN956, Fluxo 2008.2) serão canceladas.

Para maiores informações os alunos devem procurar a coordenação do curso.

Reações: 

Aulas de Química Inorgânica I e II terão no próximo dia 18

Compartilhe:

O coordenador do Curso de Química da FAFIDAM, Prof. Rondinelle Ribeiro Castro, comunica aos alunos matriculados nas disciplinas Química Inorgânica I (fluxo 2008.2) e Química Inorgânica II (fluxo 2002.1) que as aulas terão início nesta quarta-feira, 18 de março.

As disciplinas serão ministradas pelo Prof. David Fernandes Luna, a partir das 18h30min.

Reações: 

UECE recebe pedido de Isenção da Taxa Vestibular 2015.2 a partir de segunda-feira

Compartilhe:

A Universidade Estadual do Ceará (UECE) estará recebendo, a partir de segunda-feira (16/03) até o dia 20 de março, os pedidos de isenção da taxa do Vestibular 2015.2, para ingresso nos Cursos da UECE, no 2º semestre de 2015.2 O formulário eletrônico para solicitação da isenção da taxa deverá ser preenchido somente pela internet, das 08h do dia 16 de março e ficará disponível na página eletrônica www.uece.br/cev até as 23h59 do dia 20 de março de 2015.
Após o preenchimento e impressão do formulário, o requerente deverá entregá-lo, juntamente com a documentação correspondente à categoria na qual se enquadra, na sede da Comissão Executiva do Vestibular (CEV), no Campus do Itaperi, para os candidatos de Fortaleza, ou nas sedes das Unidades de Ensino da UECE no Interior do Estado (horário de funcionamento da unidade) até o dia 23 de março de 2015, e na capital, no horário corrido das 8h às 17h.
Poderão ser contemplados com isenção do pagamento da taxa de inscrição para o Vestibular de 2015.2, os candidatos interessados em ingressar nos cursos de graduação regular da UECE e que estejam enquadrados em uma das seguintes Categorias:
Categoria A: Professor ou funcionário da FUNECE e professor ou funcionário cedido à FUNECE;
Categoria B: Filho ou dependente legal (por decisão judicial) de professor ou de funcionário da FUNECE e filho ou dependente legal (por decisão judicial) de professor ou de funcionário cedido à FUNECE;
Categoria C: Doador de sangue no Estado do Ceará;
Categoria D: Professores ou funcionários, bem como filhos de professores ou funcionários do Quadro de Pessoal do Poder Executivo do Município de Quixadá, de acordo com Convênio celebrado entre a Fundação Universidade estadual do Ceará e o referido Município.
Categoria E: Egresso do Ensino Médio, que tenha cursado com aprovação, todo o Ensino Médio regular, durante três anos letivos (1º, 2º e 3º anos), em escolas públicas (municipal, estadual ou federal) de funcionamento regular no Estado do Ceará;
Categoria F: Aluno que esteja cursando o segundo semestre do 3º ano do Ensino Médio em escola pública (municipal, estadual ou federal) de funcionamento regular no Estado do Ceará e que tenha cursado o 1º semestre do 3º ano em escola pública (municipal, estadual ou federal), bem como o 1º e o 2º anos do Ensino Médio, com aprovação, também em escola pública (municipal, estadual ou federal), de funcionamento regular no Estado do Ceará.
Para as categorias E e  F serão concedidas, no máximo, duas isenções. A primeira concessão de isenção equivale a 100% (cem por cento) do valor da taxa de inscrição e a segunda, a 50% (cinquenta por cento) do valor da referida taxa.
Tendo em vista os custos do processo, após a concessão da isenção, a decisão do beneficiário de não a usufruir será considerada e contada como uma concessão já deferida, quando o mesmo solicitá-la pela segunda vez.
Fonte: Assessoria de Comunicação da UECE.

Reações: 

FAFIDAM realizará V edição dos Círculos Linguístico-Literários

Compartilhe:

A coordenação do Curso de Letras da FAFIDAM, campus de Limoeiro do Norte da UECE, convida todos os  alunos da graduação em Letras - Português e Letras - Inglês, professores da Educação Básica da rede municipal e estadual, Supervisores  e bolsistas do Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID)  dos Cursos Letras - Português e Letras - Inglês, professores do IFCE, campus de Limoeiro do Norte, e professores do Curso de graduação em Letras da Fafidam, bem como todos os interessados, para, no dia 31 de março de 2015, às 19h, no Auditório da Fafidam, participarem da palestra de abertura do V CÍRCULOS LINGUÍSTICO-LITERÁRIOS DA FAFIDAM, intitulada: Estruturalismo linguístico: estudos pré-saussurianos, saussurianos e pós-saussurianos, cuja palestrante será proferida pela Profa. Dra. Elisângela Nogueira Teixeira (UFC).
A coordenação do Curso de Letras da Fafidam também convida os presentes neste evento para o lançamento do livroReflexões linguísticas e literárias, organizado pelos Professores Adriana da Silva Araújo, Ana Maria Pereira Lima, Antonio Lailton Moraes Duarte e Kátia Cristina Cavalcante de Oliveira. Esta produção acadêmica foi resultado da compilação dos trabalhos apresentados na VIII SEMANA DE LETRAS DA FAFIDAM.
Fonte: Site da FAFIDAM

Reações: 

12 de março, Dia do Bibliotecário

Compartilhe:

No Brasil, o Dia do Bibliotecário, foi instituído pelo Decreto nº 84.631, de 12 de abril de 1980, vindo a ser comemorado em todo o território nacional no dia 12 de março. Data esta em homenagem ao nascimento do bibliotecário, escritor e poeta, Manuel Bastos Tigre, considerado o primeiro bibliotecário concursado do Brasil (1945).
Conforme pondera Modesto (2003), o Bibliotecário vem assumindo o compromisso de fazer de tudo para preservar o cunho liberal e humanista da profissão com esmero e emprenho, motivado e baseado pelo principio da liberdade na investigação e na dignidade humana. ‘12 de março’ é uma data expressiva por representar a renovação de um compromisso, de uma responsabilidade profissional do bibliotecário para com a nossa sociedade, não é simplesmente uma data para que o mesmo receba merecidos preitos ou considerações públicas.
Ressalta-se que esta profissão é desconhecida ainda para muitos. Apesar desta ‘falta de ciência’ de uma parcela significativa da sociedade, o bibliotecário se faz presente em diversos ramos de atividades, sejam eles, no meio educacional, empresarial, judiciário, hospitalar, bancário, entre outros. Toda e qualquer profissão deve ter a missão de contribuir para o desenvolvimento social e econômico de uma Nação. Portanto, o bibliotecário tem como precípuo ser um agente cultural de transformação social com função pedagógica inquestionável, ao auxiliar indivíduos em sua realização, através de serviços qualitativos de forma continua e moderna.
A incumbência do trabalho bibliotecário vem por operar em defesa dos valores democráticos e da valorização da pessoa humana, ao iluminar o mundo com a chama viva do conhecimento, compartilhando saberes e criando novas formas de se aprender e guardar a memória coletiva (NOTÍCIAS FACIMP, 2015). Atos que se solidificam através da organização, disseminação, e intermediação da informação e do conhecimento, elementos estes, que vem tornam-se cada vez mais insumos preciosos para qualquer sociedade. Nessa atmosfera, a atividade bibliotecária desenvolve e amplia novos nichos de atuação, ganhando importância, conforme se adapta às novas realidades e necessidades informacionais. Por isso, neste, 12 de março, vamos celebrar o dia do bibliotecário, um profissional com passado, presente e futuro. (MODESTO, 2003).
REFERÊNCIAS
BRASIL. Decreto nº 84.631, de 12 de abril de 1980. Institui a "Semana Nacional do Livro e da Biblioteca" e o "Dia do Bibliotecário". Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 15 abr. 1980. Seção 1, p. 6491. Disponível em: Acesso em: 10 mar. 2015.
DIA DO BIBLIOTECÁRIO. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2014. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Dia_do_Bibliotec%C3%A1rio&oldid=38202711>. Acesso em: 9 mar. 2015.
MODESTO, Fernando. Bibliotecário, o trabalhador do conhecimento & dicas para amar bibliotecárias. 2003. Disponível em: <http://www.ofaj.com.br/colunas_conteudo.php?cod=184>. Acesso em: 09 mar. 2013.
NOTÍCIAS FACIMP. Dia 12 de março: feliz dia do bibliotecário. Disponível em: . Acesso em: 2 mar. 2015.
Por Gicelle Silva
Coordenadora da Biblioteca da FAFIDAM
Coordenadora da Biblioteca Pública Municipal Dr. João Eduardo Neto

Reações: 

Assistam agora a conferência "A assombração da História: literaturas pós-coloniais e a releitura da História"

Compartilhe:



Conferência proferida pelo escritor e historiador José Dércio Braúna com o título   A assombração da História: literaturas pós-coloniais e a releitura da História. 

Nessa conferência o autor discutirá "algumas estratégias que textos literários pós-coloniais – de autores como Salman Rushdie (indiano), Mia Couto (Moçambique), Pepetela (angolano), Chimamanda Ngozi Adichie e Chinua Achebe (nigerianos) – têm feito uso para reler e repensar a escrita da história de espaços que sofreram a ação colonizadora de metrópoles europeias. A partir de seus trabalhos de criação literária, esses autores têm propiciado interessantes discussões sobre a relação havida “entre as coisas duras e sérias que aparecem impressas nos livros e as coisas suaves e subtis que se alojam na alma”, como escreve Chimamanda num de seus contos".

Watch live streaming video from fafidamtvweb at livestream.com

Reações: 

Saiu a Lista das Vagas Remanescentes do Vestibular 2015.1

Compartilhe:

A Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) informa que está disponível a Lista das Vagas Remanescentes do Vestibular 2015. 1. para classificáveis, que devem manifestar intenção de se matricular até sexta-feira, dia 6 de março.
O candidato classificável deverá acessar o site www.uece.br/vestibular/classificaveis para verificar o Quadro de Vagas Remanescentes, que somam mais de 600. Havendo vaga remanescente no curso, o candidato deverá assinalar seu interesse no preenchimento dessa vaga através do link “Manifestar Intenção de Matrícula” e imprimir o comprovante.
O candidato classificável que não manifestar seu interesse ficará impossibilitado de concorrer às vagas remanescentes do Vestibular 2015.1 da UECE.
Na segunda-feira, dia 9 de março, o candidato deverá verificar o resultado da sua intenção de matrícula, acessando o mesmo site para conferir se foi convocado para a primeira chamada de classificáveis através do link “Relação Intenção – 1ª Chamada‟.
Nos dias 10 e 11 de março, das 9h às 17h, o candidato classificável convocado na primeira chamada deverá comparecer ao local de matrícula, munido dos documentos que constam no Edital (item 1). Quem não comparecer nesta data data ou que não atender aos requisitos do Edital não poderá concorrer às vagas remanescentes no Vestibular 2015.1.
A segunda convocação para preenchimento das vagas remanescentes será no dia 13 de março.
O DEG ressalta que os candidatos leiam cuidadosamente o Edital e dispensem especial atenção ao item 2, relativo à matrícula.
Fonte: Assessoria de Comunicação da UECE

Reações: 

Programação do Ciclo de Debates e Conferências do Grupo PET de História

Compartilhe:

O Programa de Educação Tutorial (Grupo PET de História) promoverá até a próxima semana mais uma etapa do Ciclo de Debates e Conferências, com a realização de duas conferências e uma mesa-redonda. A primeira, no dia 05, tem como tema Gestão de Documentos para a Historiografia, proferida pelo professor Márcio de Souza Porto, Diretor Interino do Arquivo Público do Estado do Ceará. A conferência ocorrerá às 14h.
Segundo os organizadores a conferência tratará das "Reflexões sobre uma das principais razões de ser dos arquivos públicos, isto é, na dicotomia administração e história. Nesta dicotomia estão todas as fases do ciclo vital dos documentos, a Teoria das Três Idades, a Teoria dos Fundos Documentais e os princípios elementares da arquivística. Trata-se da função primordial dos Arquivos Permanentes ou Históricos, qual seja, a de recolher e tratar os documentos públicos após o cumprimento das funções para as quais foram produzidos e garantir a transição desses documentos da sua condição de “arsenal da administração” para a condição de “celeiro da história”. Apresentação do Guia de Fontes da Chefatura de Polícia da Província do Ceará (1826-1889) e do Projeto Memórias Reveladas: as lutas políticas no Ceará (1964-1985)".
Na segunda-feira (09) será realizada a mesa-redonda A História a partir das Coisas: alguns apontamentos e estudos sobre a Cultura Material, ministrada pela professora Luciana Meire Gomes Reges (UECE/FAFIDAM) e os bolsistas do PET, Anderson Coelho da Rocha e Francisca Fernanda dos Santos, que "objetiva debater a abordagem da Cultura Material nos estudos que tem como espacialidade o Vale do Jaguaribe, bem como suscitar questões de ordem teórica e metodológica acerca da produção historiográfica e os aspectos da materialidade na pluralidade de temáticas elencadas para o debate".
Na quarta-feira (11) será a vez do escritor e historiador José Dércio Braúna proferir a conferência A assombração da História: literaturas pós-coloniais e a releitura da História. Nessa conferência o autor discutirá "algumas estratégias que textos literários pós-coloniais – de autores como Salman Rushdie (indiano), Mia Couto (Moçambique), Pepetela (angolano), Chimamanda Ngozi Adichie e Chinua Achebe (nigerianos) – têm feito uso para reler e repensar a escrita da história de espaços que sofreram a ação colonizadora de metrópoles europeias. A partir de seus trabalhos de criação literária, esses autores têm propiciado interessantes discussões sobre a relação havida “entre as coisas duras e sérias que aparecem impressas nos livros e as coisas suaves e subtis que se alojam na alma”, como escreve Chimamanda num de seus contos".
Essas duas últimas atividades ocorrerão às 19h.

Reações: 

Primeira defesa de dissertação do Mestrado Acadêmico Intercampi em Educação e Ensino

Compartilhe:

O Mestrado Acadêmico Intercampi em Educação MAIE/UECE terá sua primeira defesa de Dissertação do mestrando ANTONIO OZIÊLTON DE BRITO SOUSA, intitulada IDENTIDADES (DES)COLONIAIS NAS PRÁTICAS DE LETRAMENTO DO PROJOVEM CAMPO- SABERES DA TERRA, que contará com a seguinte Banca Examinadora: Profa. Dra. Claudiana Nogueira de Alencar (MAIE/UECE) - (Orientadora), Profa. Dra. Sandra Maria Gadelha de Carvalho(MAIE/UECE), Profa. Dra. Ana Lúcia Silva Souza (UNILAB) e Profa. Dra. Letícia Adriana Pires Ferreira dos Santos (UECE). A defesa ocorrerá no dia 05/03/2015,às 14h00min, no Auditório do Propgpq/UECE- Itaperi.
A dissertação é resultado de uma pesquisa que visou à analise de como ocorrem os processos de construção de identidades dos moradores do campo a partir das práticas linguísticas educacionais, considerando o letramento como uma interface entre linguagem e (des)colonialidade no Projovem Campo – Saberes da Terra na turma situada na comunidade Jurema dos Vieras, Ocara-CE.
Segundo Antonio Oziêlton "De modo geral, questionamos como se dão os processos de construção de identidades dos moradores do campo a partir das práticas linguísticas educacionais. Para esse fim, delimitamos para análise umcorpusconstituído por trechos do Projeto Base do Projovem e uma ampliação etnográfica composta por observação participante, notas de campo e entrevistas realizadas com os sujeitos que participam do Programa".
Para ele a pesquisa "alia uma compreensão sobre Educação do Campo aos Letramentos Críticos e à Análise de Discurso Crítica (ADC). Proporcionamos, também, a possibilidade da ampliação dos estudos na área da Educação por meio da articulação entre Educação do Campo com as temáticas da Identidade e da Descolonialidade".
E conclui afirmando que "Os processos de letramentos vivenciados nas práticas educacionais desenvolvidas no Projovem se materializaram tanto como representativas do modelo ideológico quanto do modelo autônomo, temos, assim, um espaço de disputas, onde os letramentos têm contribuído com os processos de opressão e libertação, colonialidade e descolonialidade. Portanto, embora o Projovem Campo seja um programa construído com base em diversas experiências dos povos do campo não chega a construir um processo emancipatório ou libertador semelhante ao que Freire postula, mas se constitui como uma iniciativa de mediação, na medida em que oferece as condições necessárias para que os sujeitos reflitam sobre a realidade em que estão inseridos".
Saiba mais
Antonio Oziêlton de Brito Sousa possui graduação em Letras - Português/Literatura - pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (2009); Habilitação em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (2012); Especialização em Gestão Pública pela UECE (2012); Especialização em Gestão Escolar pala Faculdade Kurios - FAK (2011) e é mestrando do Mestrado Acadêmico Intercampi em Educação e Ensino - MAIE, pela UECE (FAFIDAM/FECLESC), desenvolvendo atividades como bolsista da CAPES na linha de pesquisa Trabalho, Educação e Movimentos Sociais. É membro do Núcleo Interdisciplinar de Estudos em Pragmática (NIPRA) e integra o Grupo de Estudos Por uma Pragmática Cultural: Cartografias Descoloniais e Gramáticas Culturais em Jogos de Linguagem do Cotidiano (PRAGMA CULT), vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da UECE (PosLA). Foi vencedor do Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10 (2012). É professor efetivo da Educação Básica e presta serviços como professor da Educação Superior para o Instituto Dom José, vinculado à UVA. Tem experiência nas área de Linguística e Educação, com ênfase em Linguística Aplicada, Educação do Campo e Formação de Professores.

Reações: 

Postagens mais lidas